Mensagem do padre » 16/07/2018

A MISSÃO DA FAMÍLIA CRISTÃ

Estamos vivendo tempos difíceis, mas não mais do que aqueles que nossos pais, avós, bisavós e assim por diante viveram. Ao nosso ver, mudaram alguns valores, objetivos e a maneira como se quer alcançá-los. Portanto, o resgate desses valores, que cada um de nós como Cristãos batizados temos, precisam superar outras vontades ou desejos, onde o próximo é colocado de lado, passado pra trás ou mesmo nem é notado.

Como família Cristã neste mundo de tantas novidades em relação aos nossos antepassados, qual é a nossa missão?

Em primeiro lugar, como leigos, vivermos em comunhão e apresentarmos o amor de Deus em todos os lugares por onde passamos, somente com amor crescente serão superadas as dificuldades de todos nós, pois a família está a serviço da vida. Mas não é fácil, como sabemos, todos temos dificuldades e precisamos sim, recebermos o dom do Espírito, para que não sejamos vazios nos nossos objetivos de levar a comunhão do amor, baseado no respeito pela vida e dignidade humana, que é graça de Deus, pelo fato de nos ter criado à sua semelhança. Para família Cristã, portanto, faz parte da missão não concordar com as atuais culturas que vão contra a vida e contra a família.

Em segundo lugar, vamos falar da sociedade, que são nada mais, nada menos os cidadãos que fazem parte da minha e das suas famílias, sem exceção, mesmo aquele que está à margem da  sociedade,pertence a uma família. Faz parte da missão levarmos também a estes amor e dignidade, se nossos governantes têm culpa e responsabilidade, nós também, todavia esta é a grande dificuldade de todos nós. Vejamos o que está escrito em Deuteronômio 15, 11 (“Nunca faltarão pobres na terra, e por isso dou-te esta ordem: abre tua mão ao teu irmão necessitado ou pobre que vive em tua terra.”)

Somos leigos da Pastoral Familiar do Santuário Nossa Senhora Aparecida, e como tal, ficamos contentes quando vemos crianças na catequese “felizes”, quer dizer, para elas as vezes é mais uma sala de aula, mas para nós, é um “encontro” onde acontece a extensão da Igreja doméstica, sim, onde os pais dentro de suas famílias são os catequistas e ensinam as orações, quem é Jesus e iniciam assim a caminhada para que seus filhos cresçam em Cristo.

Sejamos corajosos, fortes, animados e cheio de fé, façamos convites a amigos e familiares, não somente para festas, churrascos, cinema, etc. Tenhamos coragem de convidá-los também para vir a Igreja participar principalmente da Missa e também de pastorais, pois foi aceitando um convite assim que hoje nós participamos.

Eliana Aparecida Lopes e Denis Dolfini Lopes
Coordenadores da Pastoral Familiar