Mensagem do padre » 30/11/2020

A CULTURA DA PAZ NASCE DA CULTURA DO DIÁLOGO, DO PERDÃO E DA MISERICÓRDIA

 

Logo mais celebraremos uma das mais belas festas da Igreja e do calendário civil: o Natal do Senhor. É a festa onde a “Palavra de Deus se fez carne, e veio morar no meio da gente”. As famílias se reúnem, talvez este ano um pouco mais reduzidos, ou mais tristes por causa das mortes causadas pelo COVID 19.

Neste tempo favorável, pensar na cultura da paz é algo importantíssimo para buscar uma vida de intimidade com Deus. A cultura da paz nasce do perdão mútuo e da vontade de compreender o outro. A capacidade humana de perceber o nosso lugar no mundo para que o outro também cresça. Quem vive para diminuir o outro não tem espaço no Reino de Deus.

Outro fator fundamental é aceitar o diálogo como ponto de partida para a busca a cultura da paz. As guerras nascem da falta de diálogo e das incompreensões. O mundo melhor nasce, a partir de dentro de cada um, quando se busca do diálogo sincero e honesto.

Mas a festa do nascimento de Jesus deve nos fazer perceber que a misericórdia é muito maior que todos  os conflitos e que só temos o hoje para viver plenamente a nossa vida humana e espiritual. Sentar-se a mesa e fazer parte do banquete, requer de nós um olhar misericordioso, pois “ele nos olhou com misericórdia”.

Deixemo-nos envolver pela mística do Natal e façamos bem a nossa preparação. Montemos o presépio, organizemos um tempo para celebrar a novena de Natal, quem sabe em família. Faça seu gesto concreto com a comunidade para que os serviços de evangelização e a caridade continuem acontecendo milagrosamente graças ao seu sinal de providência.

Enfim, bendigo a Deus por mais este ano de 2020, vivido com tantas dificuldades, mas com tantos gestos bonitos de comunhão e animo na vida pastoral e pessoal. Deus lhes pague por tudo. Feliz e Santo Natal e próspero ano Novo. Vem Senhor Jesus!

Pe. Zacarias José de Carvalho Paiva
Pároco Reitor