Artigos » 25/03/2020

Faça da sua casa uma casa de oração

rosary-1211064-640

Não há como negar, estamos vivendo um tempo difícil, o inimigo é invisível e corremos o risco de nos desesperamos frente às provas que a humanidade está vivendo. No entanto, é importante termos uma certeza: não estamos sozinhos!

Intercessão da Virgem Maria

São João Paulo II, em sua carta encíclica Redemptoris Mater nos diz: “A Virgem Maria está, constantemente, presente na caminhada de fé do povo de Deus” (n. 35). Essa presença de Nossa Senhora, como Mãe que nos direciona para Cristo, é real e concreta. Ela viveu com fidelidade sua missão, foi fiel ao seu ‘sim’, ao seu fiat (faça-se) , e não desviou o olhar da vontade de Deus em sua vida, mesmo nos tempos de adversidades.

O que a humanidade vive, neste tempo, precisa nos alicerçar ainda mais em nossa fé, num olhar atento para o céu: “Elevo os meus olhos para os montes: de onde me vem o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra” (Salmos 121,1).

E para o alto a Mãe da Humanidade nos aponta. Sim, Nossa Senhora é feliz (bem-aventurada), porque acreditou, porque caminhou na estrada com fé, sem vacilar. Ao olhar a Virgem Santa Mãe de Deus aos pés na cruz, podemos aprender com ela a confiar.

Em Fátima, aos pequenos pastores do Aljustrel, a Virgem mais brilhante que o sol disse, em nosso idioma, na aparição de 13 de junho de 1917: “E tu, sofres muito? Não desanimes. Eu nunca te deixarei. O meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus” (In Memórias da Ir. Lúcia p 175).

Eis a voz que deve ecoar em nossos corações. Não estamos sozinhos, essa mão materna está segurando a nossa. Sim, ela pode nos tocar, pois nada pode deter seu amor de Mãe, essa presença amorosa que tem acompanhado o mundo em tempos difíceis de guerras, de pestes, de frieza, indiferença… Essa presença amorosa nos ensina que Cristo é a luz nos tempos de escuridão, e que não há estrada que o Filho de Deus não possa iluminar.

Oração do terço em família

Vamos, então, fazer da nossa casa uma casa de oração? Crie um ambiente oracional, acenda uma vela, coloque uma imagem de Nossa Senhora. Ambiente pronto? Pegue o terço nas mãos e reúna os que estão com você (só os da sua casa, obedecendo os direcionamentos para este tempo). Rezem o terço, contemplem os mistérios, deixem este lar ser visitado pelo Amor, pelo consolo e pela esperança.

Você, talvez, não saiba contemplar os mistérios (nós os apresentaremos aqui), mas não deixe de fazer da sua casa uma casa de oração. Ah! Motive seus amigos, vizinhos e quem está longe de você neste tempo; use as redes sociais, os meios que estão a sua disposição, e firme, em seu coração, esta certeza: “O meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus”, pois a minha casa é uma casa de oração.

Por Cristiane Henrique – Missionária da Comunidade Canção Nova, via Canção Nova